Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Living The Simply Luxurious Life - Shannon Ables

Capturar.JPG

Peço desculpa, mas comprometi-me a rever títulos que pedisse aos editores, tive mais olhos que barriga e agora sinto-me culpada. Um dia destes, traduzo isto. :)

Pensei que iria ler um livro sobre frugalidade, mas tropecei num título com 400 páginas de fases feitas.

 

I found that the book needed some serious editing. There were parts that I really enjoyed, but others that put me off. It is sad because there is a lot of potencial in this book.

Also, because of the structure, there was a lot of repetition.

Mostly, it was a bullet style number of self evidences, that are all over the internet, without the support information - why was that important, is this a fact or the author opinion?

Some parts are just ridiculous, like the kitchen stuff. Ex: "Chop Garlic: Trim, crush (using a broad knife held flat over the clove and smashing it with your fist), and chop." - That was not part of a recipe, but a series of bullet points about the kitchen. It it the perfect example of the excess of the book.

But the main thing is that I really didn´t identified with the author´s views on womanhood.

 

#LivingTheSimplyLuxuriousLife #NetGalley

3 novelas gráficas

1.JPG

Hibakusha, texto de Thilde Barboni e arte de Olivier Cinna

Os desenhos são muito bonitos, mas fiquei por aí. O texto é sofrível e tudo soa incrivelmente imaturo, em que as mulheres são fáceis, mesmo que apenas como fantasias.

Nem consegui terminar. 

Capturar.JPG

1.JPG

Mulo, 1. Brittany Drizzle, textos de POG e arte por Cédrick Le Bihan

Nova desilusão, não gostei da arte ou da história que era tão previsível como chata: quando ele era bebé, mataram os seus pais e em adulto em procura os assassinos para se vingar, com direito a uma igualmente previsível conclusão surpresa.

Capturar.JPG

Invincible, 1. Justice and Fresh Vegetables, textos e arte por Pascal Jousselin

Adorei! Era a wild card, com esta capa estranha e infantil e acabou por ser uma fantástica surpresa. Pascal Jousselin brinca com os clichés das histórias de super heróis e fá-lo subvertendo as estruturas da narrativa pela página.

Incrivelmente inovador, Pascal Jousselin consegue surpreender-nos mesmo quando achamos que já vimos tudo que há para ver na BD. Magnífico e incrivelmente divertido.

Capturar.JPG