Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Racismo no país de brancos costumes - Joana Gorjão Henriques

Tenho adiado fazer um texto sobre este livro porque temo não lhe fazer justiça. Se não lerem mais nada, saibam já que é um dos melhores livros de que li este ano.

 

Racismo no país de brancos costumes continua o trabalho de recolha de testemunhos que Joana Gorjão Henriques começou em Racismo em Português - o lado esquecido do colonialismo. Agora, contextualiza vozes de pessoas (com especial enfoque em afrodescententes) que sofrem as mais diversas formas de racismo em Portugal.

Os capítulos que dividem o livro são, precisamente, as áreas das suas vidas em que esse racismo se manifesta: justiça, nacionalidade, habitação, emprego e educação. Há ainda um capítulo sobre o colonialismo e outro sobre o activismo.

 

O livro começa com a seguinte frase: "No país dos brandos costumes pode haver racismo, mas ninguém é racista, porque racistas são os outros."

A autora diz ainda que o livro "não é um ensaio", ao que eu acrescento que é melhor que isso, são histórias de quem raramente tem voz e que essas devem ser ouvidas com atenção para aprender.

 

Há histórias de quem se vê nas malhas de uma justiça onde, segundo as palavras de um procurador, "há uma proactividade em relação a estes indivíduos". Negros recebem duas vez mais penas máximas que brancos pelo mesmo tipo de crimes. Também são mais penalizados em saídas precárias e na liberdade condicional.

Deviamos contar com a polícia. Mas eu quero estar longe deles. Mesmo que fosse culpado não deviam agir assim, não devia apanhar aquela porrada. Se eu fosse um "tuga" não tinha acontecido.

 

Um dos capítulos que me causou maior revolta, pela horrível injustiça, foi o capítulo sobre a nacionalidade em que tive consciência das barreiras que são colocadas aos jovens para ter uma vida condigna. Espero que a nova alteração à lei venha colmatar essa injustiça. Para não me repetir, remeto para este texto.

 

O capítulo sobre a educação tem testemunhos igualmente chocantes, desde manuais escolares com poemas em que é utilizada a palavra "preta" (2016), como situações inconcebíveis como a que cito, de uma escola primária:

Havia uma fila de portugueses, outra fila vazia a separar, e nós (negros) começavamos a partir da terceira fila. (...) Quiseram mostrar que o meu lugar era lá atrás. A mim estava reservada a construção, e não precisava de me esforçar muito.

Talvez vos surpreenda (como a mim) que a frase é de alguém que tem hoje 38 anos.

 

Considero o Racismo no país de brancos costumes um livro de leitura obrigatória, para quem deseja ser uma pessoa informada e motivada para contribuir para um país mais justo.

Duas novelas gráficas lidas: Guinea Pigs e Hélas

Aproveitei o NetGalley para ler algumas novelas gráficas que foram disponibilizadas, sem necessidade de aprovação prévia. Duas delas foram Guinea Pigs e Hélas.

 

2.JPG

Guinea Pigs de Benacquista Tonino e Barral Nicolas

Esta é uma história de três personagens que se inscrevem como cobaias num teste farmacológico para um novo medicamento, em troca de uma grande quantidade de dinheiro. Em seus testes de admissão, eles escondem seus segredos: um tem perda de memória, outra apresenta-se como  artista, mas carece de competências artísticas, e um terceiro luta com a impotência (ou ao que parece).

A droga tem muitos efeitos secundários e a questão é se são bons ou maus.

O enredo da história é muito bom e envolvente. Eu realmente gostei muito, tanto que fiquei muito frustrada, toda vez que tive que parar de ler, por qualquer motivo.

No entanto, tive um problema sério com o uso de personagens parecida com diversos actores como Leonard Nimoy Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman.

Eu acho que é um truque muito desrespeitoso. Um artista é curador do seu trabalho. Usar sua imagem, sem permissão parece-me simplesmente errado.

Ainda assim, recomendo.

 

1.JPG

Hélas de Hervé Bourhis,Rudy Spiessert e Mathilda

Helás apresenta-nos um mundo governado por animais, em que os seres humanos (uma espécie rara), são caçados.

Capturada por caçadores, a pequena Folha provoca agitação na classe política e científica do país. Um jornalista, Fulgence, e a jovem Leopoldine, uma estudante de ciências, tentam descobrir as razões do interesse que desperta e ajudar Folha a encontrar o seu irmão.

Eu gostei deste livro, a história é estranha e os desenhos são realmente impressionantes, mas o enredo da sociedade secreta, dos seres humanos versus animais, pareceu-me um pouco confusa.


Porém, pelos desenhos e alguns detalhes da história, que achei verdadeiramente surpreendentes, como os momentos em que se referem ao instinto animal, fizeram valer a pena.

Lidos em 2018

 

Janeiro

1. O Moinho à Beira do rio - George Eliot, pseud. (Mary Ann Evans) E
2. Um estudo em vermelho - Arthur Conan Doyle E
3. A conspiração - Dan Brown E
4. The Governess Affair - Courtney Milan W
5. Sarah Waters, Os hóspedes B
6. Texas Bride, Joan Johnston E
7. A escrava Isaura - Bernardo Guimarães W

Fevereiro

8. Groom by Arrangement, by Susanne McCarthy E
9. Courting Cathie, Helen Shelton E
10. His Sheltering Arms, Kristi Gold E
11. Segredos de um final feliz, Lucy Dillon B
12. O signo dos quatro, Sir Arthur Conan Doyle E
13. Leslie Jamison, The Empathy Exams: Essays E
14. O conde de Monte Cristo, Alexandre Dumas E
15. Breaking Good, Madeline Ash W

Março

16. Marquesa de Alorna, Maria João Lopo de Carvalho E
17. A vida secreta das abelhas - Sue Monk Kidd E
18. O Mistério dos Mistérios, Clara Pinto Correia E
19. Bom sono, boa vida, Teresa Paiva B

Abril

20. Páginas do livro do desassossego, Fernando Pessoa E
21. Love Restored, Carrie Ann Ryan W
22. Laços de Família, Marilynne Robinson B
23. O Canto de Aquiles, Madeline Miller B
24. Olha-me nos olhos, John Elder Robinson B

Maio

25. Cartas a um Jovem Poeta, Rainer Maria Rilke E
26. Esse Cabelo, Djaimilia Pereira de Almeida B
27. Sex Object, Jessica Valenti [Audiobook] W
28. I’ll be gone in the dark - Michele McNamara [Audiobook] W
29. Toda a Mafalda, Quino B
30. A volta ao Mundo em 80 dias, de Júlio Verne B

Junho [#readingwomenmonth]

31. American Fire, Monica Hesse [Audiobook] W
32. Racismo em Português - O lado esquecido do colonialismo, Joana Gorjão Henriques B
33. Pequenos Vigaristas, Gillian Flynn B
34. A Leoa: Um Retrato Gráfico de Karen Blixen, de Anne-Caroline Pandolfo e Terkel Risbjerg B
35. Frida, Sébastien Pérez e Benjamin Lacombe B
36. Escândalo, Penny Vincenzi B
37. A Livraria, Penelope Fitzgerald E
38. Cronista não é Recado, Maria Teresa Horta B
39. Sensos Incomuns, Maria Isabel Barreno E
40. Pedro, Lembrando Inês, Nuno Júdice B
41 . Os Miseráveis, Victor Hugo E

Julho

42. Contos Exemplares, Sophia de Mello Breyner Andresen B
43. A Ponte Invisível, Julie Orringer B
44. Amor de Perdição, Camilo Castelo Branco E
45. Black Lace, Beverly Jenkins B
46. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada - John Tiffany, Jack Thorne, J.K. Rowling E

Agosto

47. Armas, germes e aço, Jared Diamond B
48. Casamento de Conveniência, Georgette Heyer E
49. Malditos, Histórias de Homens e de Lobos, Ricardo J. Rodrigues E
50. Os Três Mosqueteiros, Alexandre Dumas E
51. A Casa e o Mundo, Rabindranath Tagore B

 

Setembro

52/53. O planeta dos dragões 1, 2 e 3 Anne McCaffrey (corresponde a Dragonflight + Dragonquest) E
54. Como desenhar (animais) uma galinha, Jean-Vincent Sénac FLP  
55. Auschwitz, Pascal Croci  B

56. A canção dos dragões, Anne McCaffrey FLP  
57. Bela, Cristina Silva 
58. A guerra dos mundos, H. G. Wells E
59. A doença, o sofrimento e a morte entram num bar, Ricardo Araújo Pereira B

Outubro

60. Aventuras de Sherlock Holmes 1-3, Arthur Conan Doyle E
61.Forbidden Crown, Victoria Pinder W
62. Auto-retratos do Mundo Annemarie Schwarzenbach 1908-1942,  Emília Tavares,
Sónia Serrano B
63. Estilo de sedução, Kimberly Lang E
64. Sobre reis e reputações, Carol Marinelli E
65. Memórias de Sherlock Holmes 1, 2 e 3, Arthur Conan Doyle E
66. Contas Poupança, Pedro Andersson B
67. Com esta chuva. Annemarie Schwarzenbach B
68. Armazém Central: Marie (Magasin Général #1),  Régis Loisel e Jean-Louis Tripp B
69. O Cão dos Baskervilles, Arthur Conan Doyle B
70. Book Love, Debbie Tung W
71. The Outlaw's Mail Order Bride, Linda Broday W
72. jóquei, Matilde Campilho B
73. O regresso de Sherlock Holmes 1, 2 e 3, Arthur Conan Doyle E
74. O último adeus de Sherlock Holmes 1, 2 e 3, Arthur Conan Doyle E

[#Sherlocktober = 34 contos + 1 episódio TV]

 

Novembro

75. The Feather Thief: Beauty, Obsession, and the Natural History Heist of the Century, Kirk W. Johnson W
76. Racismo no País dos Brancos Costumes, Joana Gorjão Henriques B
77. Fealdade de Fabiano Gorila, Marcello Quintanilha B
78. Hélas, Hervé Bourhis, Rudy Spiessert, Mathilda W
79. Mulheres & Poder: um manifesto, Mary Beard B
80. Guinea Pigs de Benacquista Tonino e Barral Nicolas W

 

[a ler]  The Bullet Journal Method, Ryder Carroll W
[a ler] SPQR – Uma História da Roma Antiga, Mary Beard E

CONTOS 
O pelicano, Edith Warton E
A mãe, Natália Ginzburg E
Um bom homem é difícil de encontrar, Flannery O´Connor E
Obras, Mary Lydon E
Davam grandes passeios aos domingos, José Régio E
E aos costumes disse nada, David Mourão-Ferreira E
Estação morta, Maria Ondina Braga E
Fotos de gatinhos, por favor, Naomi Kritzer Revista Bang, 05/2018 W
Maneki Neko, Bruce Sterling Lightspeed Magazine W
De como o mulato Porciúncula descarregou seu defunto, de Jorge Amado  B
The mark of Cain, Roxane Gay W A telephone call, Dorothy Parker W

 

Leituras suspensas

O erro de Descartes, António Damásio E
Pensar, Depressa e Devagar, Daniel Kahneman B

Desisti

A pirata - Uma história aventurosa de Mary Read, pirata das Caraíbas, de Luísa Costa Gomes
Barão de Lavos, de Abel Botelho
A noiva judia - Pedro Paixão
Escrito na água - Paula Hawkins



E - Estante
B - Biblioteca
W - WEB = Kindle, Scribd, Kobo, NetGalley ou outra forma online
FLP - Feira do Livro do Porto 😁

Actualizado em 13.11.2018