Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Books News

My Books News

Porque pego num livro e não noutro?

DSC_0142.JPG 


1. Alice do outro lado do espelho, Lewis Carroll


Até bem bem recentemente, não sabia que existia uma sequela para do Alice no País das Maravilhas. Senti-me um pouco envergonhada e achei que era uma boa altura para o ler.


 


2. O diário das preces, Flannery O´Connor


Ando a ler contos da Flannery O´Connor e sabia da existência do seu livro de preces, graças ao podcast BookRiot. Confesso que tenho uma certa ambiguidade em pegar em livros destes, tão intimos. No fundo, acaba por ser um diário. 


Estava numa prateleira em destaque e foi um um impulso.


 


3. Stoner, John Williams


O livro de que todos falam, por ter qualidades mas também por ter uma história interessante. O romance foi publicado em 1965 e ninguém deu por ele (ou pelo autor) até ser traduzido e republicado em 2013. O New Yorker disse dele: "O melhor romance americano de que nunca ouvimos falar (...) não está destinado a ganhar concursos de popularidade. Mas vai perdurar no tempo, iluminado por dentro."


Desde que ouvi falar dele, passou para a minha lista de livros a ler.


 


4. A princesa de gelo, Camilla Lackberg


Uma escolha impulsiva já explicada aqui.


 


5. Lugares escuros, Gillian Flynn


Gostei imenso do Gone Girl, não só pela leitura alucinante que foi, mas pela voz da Gillian Flynn que adorei. Como parece que estou numa fase de leitura de policiais, coloquei-o na lista de leituras assim que o encontrei no catálogo da biblioteca.


 


5. Quando o cuco chama, Robert Galbraith


Eu não fui a tempo da saga Harry Potter, no fundo tenho alguma inveja. Mas adoro seguir a J.K. Rowling no twitter e há muito que estava curiosa para ler o seu policial, embora não fosse uma prioridade. Como já publicou um novo livro, voltei a recordar-me do anterior e, sorte das sortes, ele estava na prateleira.


 


Considerando que, tenho um mês para os devolver e que, tudo indica, estarei a ler Lolita + Viagens da Minha Terra em Outubro, parece que me tenho que me apressar.


Como já estou a ler um policial, conto ler esses de enfiada.