Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Books News

My Books News

#NonFictionNovember2018

Eu devo à Olive e à Gemma a descoberta dos livros de não ficção como género literário.

 

Claro que já tinha lido livros de não ficção, mas o amor pelo género só chegou pelos seus vídeos, as suas sugestões e pelo seu entusiasmo.

 

Por isso, para mim, Novembro passou a ser #NonFictionNovember e garanto-vos que espero por ele com muita antecipação.

 

O objectivo é simples: ler mais não ficção, seja mais 1 ou mais 10. Os "desafios" são mero divertimento, para quem o desejar. Eu adoro-os. 

 

Este ano decidiram criar 4 desafios que podem ser interpretados da forma como se desejar. Eu já tomei a primeira decisão (vai-me custar!!!): só posso ler livros da minha estante

 

É o meu castigo por andar a comprar como uma louca, apesar de centenas de livros não lidos, nas prateleiras.

 

Vamos aos desafios:

 

1. 

Past time/Pastime (Tempo passado / Passatempo)

 

 Neste desafio vou escolher tempo passado, neste caso será Roma Antiga, e integrar leitura de SPQR de Mary Beard.

 

 

2. 

Self/Shelf (Próprio, Ego / Estante)

 

Um livro de não ficção português, sobre algo que é muito importante para o meu crescimento pessoal: Racismo no país dos brancos costumes - Joana Gorjão Henriques.

 

Mais, quero ler de entre a nova colecção de livros da FFMS, que já ocupam uma boa parte da minha prateleira de não ficção: Desperdício Alimentar - Ira Pires.

 

Vou igualmente terminar de ler o The Bullet Journal Method, do seu criador Ryder Carroll, pois estou a tentar melhorar o meu sistema de planeamento.

 

3. 

Wander/Wonder (Vaguear / Maravilha)

 

A minha escolha para este desafio é um livro que há muito estava para reler, primeiro porque já o li há demasiados anos e porque agora tenho uma versão ilustrada.

 

Cosmos de Carl Sagan é o livro perfeito porque quem poderá negar a maravilha que é a viagem pelo cosmos?

 

4. 

Micro/Macro

 

Para este desafio escolhi uma micro-história escrita por um jornalista que foi desafiado a escrever um artigo para o The New York Times em que identificasse "a melhor ferramenta do milénio".

 

Este foi um dos livros de não ficção que descobri no canal da Olive, se não estou em erro: Uma volta bem dada - Uma história natural da chave de parafusos e do parafuso, de Witold Rybczynski.

 

Obriguei a Wook a vender-mo por €2 com portes grátis. :)

 

É ambicioso, face ao que me comprometi ler noutros projectos, mas ainda assim é o plano para o meu #NonFictionNovember2018.

1.jpg

E desse lado? O que planeiam ler em Novembro?