Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Books News

My Books News

Livros físicos vs. livros digitais

A propósito da minha dificuldade em segurar calhamaços, voltei a pensar nos livros digitais (e-books) como opção. Mas sempre que penso neles, penso como alternativa à primeira opção: livros físicos. 


 


Utilizo livros digitais se não tiver o livro físico, se forem mais baratos que o livro físico, se não encontrar o livro físico numa biblioteca ou em Portugal. Sempre um se... em que o livro físico é o ideal. 


 


Os livros digitais têm inúmeras vantagens que não carecem de enumeração, mas vários estudos apontam para a maior valorização do livro físico (percepcionada), mesmo nas camadas mais jovens. 


 


Fiquei a pensar nas inúmeras vantagens dos livros digitais e no contínuo apego que tenho a livros físicos. Desconfiei que não sou mais que uma consumista e acumuladora de livros. 


 


Hoje, saí a custo da biblioteca sem um livro na sacola. Estive mais de meia hora a olhar para estantes, aproveitei para ler mais um conto de Flannery O´Connor (estou a ler uma colectânea, conto a conto, quando lá vou) e fez-se luz. 


 


Chamem-me romântica, mas há algo de mágico em estantes de livros manuseados. Há um sentimento de partilha que é impossível replicar com um livro digital.


Há um sentimento de continuidade que não existe com um livro digital. Eu tenho livros que têm mais de 100 anos; um livro digital nunca resistirá esse tempo, as empresas fecham, as apps são descontinuadas,... 


 


Por isso, continuarei a ler livros digitais, mas o meu coração está na minha estante.

3 comentários

Comentar post