Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Books News

My Books News

Escolher livros de não ficção

Antes de mais, advirto que esta opinião não reflecte a leitura ou o conteúdo dos livros, apenas a forma como são divulgados/vendidos.


 


Há dias estive numa discussão que, para mim, foi bastante interessante (como costumam ser as discussões com a J.). Disse-lhe que havia conseguido requisitar na minha biblioteca o livro "A vida secreta dos intestinos" (Giulia Enders) e ela recomendava-me "A enzima prodigiosa" (Hiromi Shinya).


 


Tenho tentado informar-me melhor sobre o funcionamento do nosso corpo humano. Considero que saber como funciona o nosso corpo humano é um primeiro passo para proteger melhor a minha saúde e tomar decisões informadas sobre o meu consumo de alimentos, de medicamentos e até de serviços de saúde.


 


Assim, procurei informação sobre o livro recomendado e o que imediatamente me deixou algo perplexa foi a afirmação: Com base na experiência acumulada ao longo de mais de quatro décadas, e depois de ter examinado e tratado mais de 300 mil pacientes, o Dr. Hiromi Shinya desenvolveu uma terapia baseada na geração corporal de uma enzima vital, à qual chamou a enzima prodigiosa


 


Fiz as contas: 300 mil pacientes divididos por 60 anos (a J. informou-me que ele é médico há 60 anos). 


300 000 / 60 anos = 5000 pacientes/ano


Mesmo que acreditasse que ele atendia todos os dias do ano (365), isso resulta uma média de 13 novos pacientes por dia. 


 


Ora, quando um livro me é apresentado desta forma, eu imediatamente desconfio igualmente do conteúdo.


 


Ora, a capa do livro que estou a ler ("A vida secreta dos intestinos") é bastante diferente:


Capturar.JPG