Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Os livros de verão de Barak Obama

índice.png

 

As recomendações  de Barak Obama para livros de verão incluem ficção científica, contos, o magnífico Wolf Hall e o Lab Girl de Hope Jahren que eu ADOREI!!!!

Aliás, é a primeira vez que sinto uma total sintonia com as recomendações dele: se não li, quero ler.

 

Ficção

A obra de Toni Morrison

Exhalation, Ted Chiang

The Nickel Boys, Colson Whitehead

How to Read the Air, Dinaw Mengestu

Wolf Hall, Hilary Mantel

Inland, Téa Obreht

Men Without Women, Haruki Murakami

American Spy, Lauren Wilkinson

 

Não Ficção

The Shallows, Nicholas Carr

Lab Girl, Hope Jahren

Maid, Stephanie Land

Homicídio conjugal

Capturar.JPG

 

Ora a conclusão da questão era estranha: tratava-se de decidir, a sangue-frio, com argumentos e boa gramática - se os maridos deviam matar suas mulheres.

O Sr. Dumas tinha dito com o charuto na boca, folheando a Bíblia - mata-a!

Outros, fechando a navalha no bolso, diziam generosamente: não a mates.

Alguns vaudevillistas ensinavam entre um bock e uma pilhéria - vai-a matando sempre!

E outros acrescentavam, expondo que era necessário estudar mais a questão e consultar dicionários: por ora não a mates!

E no entanto, de faca na mão, os maridos esperam.

 

Eça de Queiróz - Uma campanha alegre, 1890

Beverly Jenkins - Rebel

Nas últimas semanas li 3 romances. E tão diferentes que eles são...

O primeiro é muito fraquinho e por isso nem vale a pena  desenvolver. É um dos problemas em ler coisas boas, as más começam a tolerar-se cada vez menos.
1.JPG

O segundo era simpático, mas nada de extraordinário.  Ainda assim, foi grátis no Kobo, conta para um desafio literário: ler um livro que se passe na Apaláchia.

22399128.jpg

 

Mas Beverly Jenkins é fantástica. Cada romance é uma lição de história e a deste livro é sobre os anos após a libertação dos escravos e as suas lutas e dificuldades para viver uma vida condigna, como seres humanos livres. Especialmente, é sobre o papel da educação, através das escolas comunitárias que tentavam ensinar ex-escravos a ler e a escrever.

38135735.jpg

Mas nem todos os negros são apresentados com ex-escravos libertados, já que a história explora as comunidades de criolos de Nova Orleães como empreendedores e abastados, uma realidade bastante contrastante.

 

Não é um livro perfeito e eu penso que isso acontece precisamente porque a parte histórica é tão boa. Quando assim é, depois é um pouco difícil acreditar nas partes menos verosímeis do romance.

 

Mas este é o 3º livro da autora e declaro-me oficialmente uma fã.

199260.jpg

Pág. 1/5

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds

SCRIBD - 1 mês grátis para mim e 2 para vós

Se decidirem fazer uma inscrição grátis no SCRIBD, poderiam utilizar o meu convite? Eu receberei 1 mês grátis e a/o convidada/o receberá 2 meses grátis, em vez dos habituais 30 dias grátis.https://www.scribd.com/g/62ck8b