Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Entre a ficção e não-ficção

O incrível drama de Nela García. Ou uma história sobre a Internet 


Este é o título de um artigo que referia que milhares de internautas estiveram investidos na história de uma jovem espanhola que teria encontrado um telemóvel e que, quando o tentava devolver, descobriu que pertencia a alguém que havia morrido há 8 anos.

A premissa para excelente mistério e foi o que aconteceu, durante uma semana, naquele que se concluiria ser um conto narrado ao vivo no Twitter. 

A minha conta no Twitter está desactivada há muito. Felizmente a idade já me permite fazer uma auto-avaliação: num mundo de notícias falsas, o melhor é não estar numa rede social que incentiva as reacções impulsivas, numa personalidade já, de si, impulsiva.

Onde eu queria chegar: 

começo a criar verdadeiros anti-corpos em relação a estas estratégias de manipular pessoas, deliberadamente esfumando a diferença entre realidade e ficção. 

Nos livros como na vida, eu gosto da minha ficção e não-ficção perfeitamente identificadas.

Curtas literárias 31/08/2018

1.

Estou a horas de terminar o A Casa e o Mundo de Rabindranath Tagore, o primeiro Prémio Nobel não europeu (1913).
Um autor que é novo para mim e me chegou por recomendação de um colega de trabalho indiano. 


Além desse, em Agosto li mais 4 livros, bastante abaixo do que pensava serem as minhas leituras deste mês. Por outro lado, avancei imenso nas costuras. 



2. 

Esta manhã tinha um novo livro, pousado na mesa de trabalho. Um empréstimo/recomendação de quem não me costuma desiludir. 

Não resisti ao facto de ver que era um Prémio Pulitzer. Um dos poucos prémios literários que ainda respeito. 

Deverá ficar para Outubro, porque já ando a fazer planos para Setembro há algum tempo. 






3.

Vou entregar livros atrasados na biblioteca, o que significa que irei ficar suspensa durante cerca de 10 dias. Também é um método para ler mais o que tenho em casa. Não é um bom método, mas é um método.

Porém, há um que não cheguei a ler que tem de voltar lá para a casa:  Memorial de mulheres, de Isabel Gouveia

4.

O meu registo do Goodreads diz-me que já tenho mais de 450 livros em casa. Eu suspeito que ainda não registei os mini vampiros.

5. 
Se desejam procrastinar por mais uns minutos, o Bookriot está a fazer um questionário sobre hábitos de leituras.  

Pág. 1/15