Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Books News

My Books News

Anunciações - Maria Teresa Horta

1.JPG


O «amor humano» que Maria desperta em Gabriel, o arcanjo, fá-lo ignorar os termos da anunciação que lhe tinham sido ordenados pelo seu Senhor. E o enamoramento que aproxima irresistivelmente os dois, numa atracção onde a determinação de Maria sempre enfrenta as dúvidas e os medos do anjo, é o tema dos poemas das primeiras cinco “estações” do romance em verso «Anunciações», a mais recente e perturbante obra de Maria Teresa Horta, que a Dom Quixote/Leya trará a público durante a segunda metade de Maio. A paixão e entrega de Maria, que preenche as estações sexta, sétima e oitava, não é afectada pelas ameaças dos anjos enviados à Terra, nem pelos avisos da serpente, numa metáfora da sua intervenção junto de Eva no Génesis bíblico, que motivou, segundo o Livro, a sua expulsão, com Adão, do paraíso. O mesmo não se passa com Gabriel, cujos encontros com a amada são crescentemente clandestinos ao longo das estações nona, décima e décima primeira, até à sua rendição e afastamento, apavorado ante a ameaça das penas divinas. A mágoa de Maria alimenta a sua revolta contra a crueldade do deus de Gabriel, tema da estação décima terceira, onde a firmeza da mulher, repudiando qualquer sacralização, precede a gravidez e gestação de Joshua (Jesus). Confronta-se ainda com a indiferença e falta de afecto do filho, o que é já um prenúncio da posição de inferioridade para que o cristianismo remete a mulher, afastada do poder eclesiástico, num modelo que se reflecte e impõe ao conjunto da sociedade. De tudo isto sobressai entretanto a livre e racional humanidade de Maria, espelhada entre o prazer e a dor, o desejo e a solidão, a dúvida e a interrogação, mas sempre contra o dogma, o preconceito e a predestinação, ao longo dos 258 poemas que compõem as 14 estações de «Anunciações», mais uma lúcida, humanista e formalmente inovadora obra de Maria Teresa Horta. 


Os grandes pintores da história, em especial os renascentistas como Leonardo Da Vinci (ver gravura), deixaram-se seduzir pelo episódio da «Anunciação», a quem apenas S. Mateus e S. Lucas dedicam algumas linhas nos respectivos Evangelhos. O «mistério», que Maria Teresa Horta humaniza neste livro, é celebrado quer pelo cristianismo romano e ocidental quer pelo ortodoxo.

 

Retirado daqui

 

Teresa Veiga "a nossa Elena Ferrante"

Ouvi hoje, pela primeira vez, falar de Teresa Veiga. A Wikipédia ainda se refere a ela como um pseudónimo de alguém, cuja identidade desconhecemos. 


 


Mas a verdade é que a mesma esteve presente na entrega de um prémio literário, pelo que julgo que a sua identidade já estará mais ou menos identificada (sim, redundante mas não resisti).  Ainda assim, parece que pouco se sabe desta escritora. Pensando bem, para quê?


 


Ouço/leio estas coisas e fico chocada com o meu nível da ignorância, no que respeita a literatura portuguesa, em particular. 


 


1.JPG  


 


E ja que falamos de ignorância, a escrita de Teresa Veiga foi comparada com a da Fernanda Botelho. Quem?!


Simplesmente aquela de quem disseram


 «que é de um rigor, de uma originalidade tais que a troca de uma simples palavra na maioria das suas frases apagaria intenções. Esse estilo acutilante, irónico, pessoalíssimo, todo ele nervo e criação, bastaria para impor decisivamente Fernanda Botelho» (Urbano Tavares Rodrigues)


"[...] árida, sarcástica, anti-lirica [...] vivendo a sua lucidez na desagregação e pela desagregação de uma desassombrada e cínica visão que usa insolitamente as palavras e os símbolos." (Jorge de Sena)


1.JPG 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

SCRIBD - 1 mês grátis para mim e 2 para vós

Se decidirem fazer uma inscrição grátis no SCRIBD, poderiam utilizar o meu convite? Eu receberei 1 mês grátis e a/o convidada/o receberá 2 meses grátis, em vez dos habituais 30 dias grátis.https://www.scribd.com/g/62ck8b